Blog optimizado para Mozilla Firefox

O MORCEGUISMOS é um espaço inteiramente dedicado aos morcegos e pretende ser um veículo de divulgação e sensibilização. Neste espaço cabe a divulgação de projectos em curso ou concluídos, notícias, e actividades diversas.

Para além disso pretende-se que contribua para uma aproximação do público a este grupo faunístico, e que este público tome parte no aumento do conhecimento sobre morcegos em Portugal, nomeadamente através da informação sobre abrigos de que tenham conhecimento.

No futuro pretende-se ainda criar uma linha de apoio a qualquer assunto relacionado com morcegos, como seja o socorro de morcegos encontrados feridos ou a perturbação de abrigos, entre outros.

Espera-se desta forma dar um contributo importante para a conservação das espécies de morcegos portuguesas.

14 de Setembro de 2008

Os morcegos dos arquipélagos dos Açores e da Madeira: Estatuto e uso do habitat.

A Ana Rainho fez-nos chegar um resumo sobre as espécies de morcegos dos arquipélagos dos Açores e da Madeira.

Para aqueles que desejarem mais informações poderão fazer o download de "Os Morcegos dos Arquipélagos dos Açores e da Madeira: Um contributo para a sua conservação" aqui.

(Rainho A., Marques J.T., Salgueiro P. & Palmeirim J.M. 2004. Os morcegos dos arquipélagos dos Açores e da Madeira: Estatuto e uso do habitat.)

Os Açores e a Madeira, arquipélagos vulcânicos localizados no oceano Atlântico, constituem grande parte da região biogeográfica da Macaronésia. Em grande parte devido ao seu isolamento estas ilhas são ecologicamente únicas, mas muito do seu património natural tem vindo a ser destruído ou está ameaçado. Os morcegos são os únicos mamíferos terrestres nativos de ambos os arquipélagos.

Com o objectivo de actualizar os conhecimentos sobre o estatuto das espécies de morcegos destes arquipélagos, os morcegos foram monitorizados em praticamente todas as principais ilhas usando detectores de ultra-sons e prospecção de abrigos.

Foram observadas duas espécies nos Açores: Nyctalus azoreum, e Pipistrellus sp. (provavelmente P. maderensis, mas o estatuto taxonómico das populações de Pipistrellus nos Açores é ainda pouco clara). N. azoreum está presente em sete das nove ilhas e é relativamente comum na maioria delas, enquanto que Pipistrellus sp. é raro nas três pequenas ilhas onde está presente (Santa Maria, Flores e Corvo). As duas espécies coexistem apenas na ilha de Santa Maria.

(Nyctalus azoreum retirado de http://helder.fotopic.net/)

Foram registadas três espécies na Madeira: P. maderensis, espécie endémica da Macaronésia, Nyctalus leisleri verrucosus, subspécie endémica da Madeira, e Plecotus austriacus. Na ilha da Madeira as duas primeiras espécies são relativamente comuns mas a situação de P. austriacus é menos clara. Na ilha de Porto Santo apenas se confirmou a presença de P. maderensis, e mesmo esta espécie é muito rara.

A conservação destas espécies de morcegos, mesmo as mais abundantes, carece de alguma preocupação devido ao tamanho relativamente pequeno das suas populações insulares, isoladas numa área de distribuição muito reduzida. Para além disso, algumas ilhas têm populações muito pequenas que estão extremamente ameaçadas.
A destruição de abrigos, a expansão da vegetação exótica, o uso inadequado de pesticidas, e alterações ao sistema de iluminação pública estão entre as mais flagrantes ameaças a estas populações.

2 comentários:

Anónimo disse...

vim aqui (no site) aprocura do habitat e o nicho ecologico dos morcegos e não achei, gostaria de q vcs *se puderem* me mandasse essas informações ! desde já agradeço.

mandei para este e-mail : francescabalestrin@terra.com.br

Famorim disse...

grande diversidade de morcegos (cerca de 1200 espécies em todo mundo) traduz-se numa grande diversidade de habitats que estes podem ocupar, o que significa que existem morcegos em quase todos os habitats, das cidades às florestas tropicais e até nos desertos. Assim, se estiver a pensar em alguma espécie em concrecto poderemos precisar melhor os habitats. Casso esteja interessada em espécies do Brasil, sugiro este livro http://morceguismos.blogspot.com/2008/09/retirado-de-foro-murcilagos-estamos.html ou que contacte os seus antores, pois estamos mais vocaionados para as espécies portugueas e europeias.

Espero ter ajudado... para qualquer dúvida disponha.